Karaokê – Chatinho ou bonitinho?

26 Comentários

Yooo, minna-san vocês gostam de cantar? (ღ˘⌣˘ღ) ♫・*:.。. . ♫。.:*・♫
img 02.5
Hoje o post é sobre karaoke. Sim, karaoke! Uma das coisas que mais gosto quando assisto anime é cantar junto com a OP e ED ainda mais com um karaoke para embelezar.
Então vamos começar o metódico post.

Começando com a etimologia da palavra “karaoke” para enrolar um pouquinho.
Kara (空, “vazia”) + ookesutora (オーケストラ, “orquestra”).
No âmbito geral, karaoke é um hobby no qual se canta, só ou em grupo, músicas populares em versão instrumental. Nada diferente da finalidade de um karaoke em um anime, que é fazer a quem assite acompanhar e cantar junto, independentemente de seu nível no idioma japonês, as OPs e EDs através do romaji (transliteração do japonês para escrita latina). Além do romaji, os fansubs optam por colocar nas OPs e Eds, em certos projetos, o kanji. Os karaokês são feitos pelos K-maker, sobre os quais falaremos mais depois, que sincronizam as sílabas e a fatídica escolha de efeitos, cores e fontes.
img 04

O que é preciso para ser K-maker?
Simplesmente, para quem sabe um pouco de programação, se tornar um K-maker não é nada difícil, mas não desista caso não saiba programação, pois ainda poderá desempenhar essa função em algum fansub usando seu conhecimento, utilizando a logica e ferramentas ao seu dispor(ler muitos fóruns sobre karaoke). Só basta querer e correr atrás.
Além de programação, o senso de estética e uma base coerente sobre o que há de fazer é imprescindível. Não seria nada legal ver uma abertura de um anime de romance com o efeito do karaoke pegando fogo ou explodindo trecos aleatórios, com cores fortes e quentes nada condizentes com a OP ou ED em execução. Por último, mas não menos importante, ou, mais importante do que os quesitos mencionados anteriormente, paciência. Se você não tiver paciência desista de ser K-maker, pois é muito trabalhoso. Lidar com erros no código, uns bugs da hora que dá crash no seu programa (esse é o que mais acontece comigo sempre invento de dar uma de louco e testar uns códigos e tags doidas “vai que cola, hein!”) e você nem salvou. O efeito não sai como desejado? Tente outro, talvez fique melhor ainda, e assim vai. Cores ficaram estranhas? troca tudo de novo e de novo até você se satisfazer e dizer “está pronta a bagaça!”. Como K-maker, sempre pergunto o que gostariam ou o que mudariam no karaoke feito, então a opnião dos outros membros da staff é importante. Não seja egoísta!

img 05
A imagem de quem enfrentou os desafios de fazer um karaoke e ver o resultado final.

Como são feitos os karaokês?
Com programas notórios da fansubagem como o essencial Aegisub e o AFX.
As etapas a seguir são o meu processo na realização de um karaoke. Contudo, muda de acordo com o K-maker.
A primeira etapa é como conseguir obter o romaji. O romaji pode ser feito pelo K-maker, se tiver um bom ouvido e conhecimento do japonês, ou através de kanji, disponibilizados por fãs japoneses cujas versões das letras das musicas podem ser obtidas em sites ou as letras oficiais divulgadas, convertendo-a para romaji ou esperando algum fansub gringo lançar. Usados os dois últimos são mais comuns, mas o penúltimo é o que me move a ser K-maker, pois tiro proveito disso no processo.
Depois de ter o romaji, segue-se para a segunda etapa que é timear sílaba por sílaba de acordo com musica cantada. Prestando devidas atenções para que não haja erros que atrapalhem o resultado final. Para alguns é a etapa mais chata de ser fazer um karaoke.

A terceira etapa põe todo o conhecimento obtido no Aegisub ou no AFX para desenvolver um belo efeito para o karaoke. Essa é a parte mais dramáticas dos crashes. Quais cores empregar e outras decisões importantes são tomadas para o rumo final do karaoke.

E por ultimo a escolha de uma fonte bem legal. E assim finaliza-se todo o processo de se fazer um karaoke.

E assim acaba o post metódico, muito resumido para não assustar quem almeja ser futuramente um K-maker.

Anúncios

26 pensamentos sobre “Karaokê – Chatinho ou bonitinho?

  1. Eu só não concordo com a parte da fonte, pois acho que esta tem de ser escolhida primeiro.
    E pra quem quiser aprender karaokê, eu tenho alguns tutoriais que eu mesmo fiz sobre programação LUA e Java.
    São tutorias que ensinam desde o \k até a criação de formas no ASS DRAW.

    E lembrando também que para alguém aprender ou ser um karaokê maker, deve saber também muito sobre typesetter.

    Vlw flw

  2. Esqueci de falar algo… Como subber, a parte que mais gosto de ver no resultado final de um anime é o karaokê.
    Eu gosto de karaokês bem chamativos e emotivos e que combinem com a música, cenário, etc.

    Fazer um karaokê não é tão complicado depois que se aprende o básico de LUA e/ou java, mas fazer/modificar um efeito e escolher as fontes, cores que combinam com a música que é o que realmente é complicado.
    Então muitas vezes eu falo que 50% do karaokê é fonte e cores,a í o resto vem o efeito. xD

  3. E que diabos de GIF é esse? o dos caras cantando.

  4. Me prontifico ajudar a quem quizer saber ou tirar duvidas sobre karaoke. so add no skype ou ir no irc ^^

  5. Ótimo post… ótimas informações…

    Cada dia que passa fica melhor… ❤

  6. Karaokê sem dúvidas é muito foda, vc ver aquele musica daora cheio de efeitos e talz, podendo cantar junto, muito massa :3
    é a função que mais acho foda em sub hehehehe
    excelente post como sempre o/

  7. Eu acho aegisub muito complicado x_x.

    After Effects é tão mais facinho de usar pra fazer karaoke, é só ter paciência pra aprender.

  8. A necessidade de saber programação nem existe, ainda mais quando se usa After Effects. Já a linguagem Java embora não seja exatamente obrigatória, saber um pouco ajuda bastante para os efeitos, mas o básico necessário da pra aprender enquanto vai usando.

  9. nunca vejo op e ed, acho um saco e infantiloide

  10. A cada nova informação consigo amar ainda mais a arte do Karaokê!!
    Pra mim, seu um anime não tiver o karaokê, nem vale apena seguir o sub que lançou >.<

  11. Pingback: Karaokê – Chatinho ou bonitinho? | Anime Corner

  12. Republicou isso em Koisuru Fansube comentado:
    *Postando de novo* O tema que mais me faz doer o coração: karaoke, porque meu pc é ótimo ao ponto de eu escutar tudo igual ahahah

  13. :3 cantar junto com a open e ending é tão *-* agora imagina qnd é aquelas opens d animes d lolis hahahaha em q as próprias seiyuus q cantam a abertura heuheuheu tomara q nunca me peguem kkk o.O

  14. sou viciada em openings (sério, tem até algumas que marcaram e tenho baixadas no pc) então adoro karaoke e cantar junto !!

  15. Lado ruim do karaoke em AFX (AfterEffects) é ele ser obrigatoriamente hardsub.
    Fazer karaoke no aegisub tem a vantagem de poder apelar no copiar/colar, especialmente quando se usa script. Mas em termos de efeito, a briga entre um e outro é bem interessante.
    Mas, esqueceram do mais importante, que é deixar visível, tem muito karaoke por aí que é só efeito porém tenso para ler a letra da música, acaba nem tendo sua utilidade se for para fazer isso.

    • É @manju, você tem total razão, esqueceram de colocar uma coisa muito importante no post “que é deixar visível, tem muito karaoke por aí que é só efeito, porém tenso para ler a letra da música, acaba nem tendo sua utilidade se for para fazer isto.”

  16. eu só não faço karaoke no after effects porque não consigo um jeito gratuito de importar o timming com os \k e tudo mais pro after, eu sou bom com edição no after então acho que se conseguisse importar o timming .ass que faço no aegisub sairia uns efeito daora.

Deixe uma resposta para skasum Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s